28 fotos chocantes que capturam a beleza e o horror da vida humana

0
319

Vivemos dia após dia nossa rotina… acordamos cedo, vamos para o trabalho, conversamos com nossos amigos, voltaremos para casa, assistimos nossos programas favoritos, e vamos dormir. O dia seguinte é exatamente igual.

Às vezes é fácil esquecer, mesmo depois de assistir o noticiário ou viajar para outro país, que há muita coisa acontecendo no mundo fora das nossas pequenas bolhas de influência. Tanto coisas horríveis quanto belas, surpreendentes e tristes, positivas e negativas.

As fotos abaixo ilustram 28 momentos surpreendentes que capturam a beleza e a essência da humanidade.

Atenção: Algumas das fotos abaixo são bastante gráficas e poderosas.

# 1. Uma menina Yazidi repousa na fronteira do Iraque-Síria.

Esta menina com cabelo loiro e olhos azuis pertence à seita curda Yazidi. Seus povos estão sendo perseguidos pelo violento grupo religioso  conhecido como ISIS. Eles estão tentando matar a linhagem Yazidi, simplesmente por causa de suas crenças religiosas. Esta pobre menina e sua família não tinham outra escolha além de deixar sua casa para trás e fugir do grupo violento que estava atrás deles.

# 2. Toshimana, um aprendiz Maiko em Kyoto.

Toshimana é uma maiko vivendo em Kyoto, Japão. O trabalho de um maiko é proporcionar entretenimento durante várias festas e encontros. Eles cantam canções, dançam e tocam shamisen, que é um instrumento japonês de três cordas. Mais de 300 anos atrás, os maikos apenas serviam chá e davam instruções para as pessoas que visitavam os famosos santuários de Quioto. Conforme o tempo avançou, eles começaram a tocar canções e dançar.

# 3. O rosto de um mineiro de carvão chinês.

A China é conhecida por ser o maior produtor e consumidor de carvão em todo o mundo.

# 4. Passageiros de um ônibus público tentam resgatar uma mulher que tentou cometer suicídio.

Relatórios indicam que uma mulher chinesa tentou cometer suicídio ao viajar em um ônibus público. Não está claro por qual motivo a mulher cortou seu pulso com uma faca. Assim que ocorreu o incidente, os passageiros que estavam no ônibus vieram em seu auxílio, inclusive o motorista. Eles tentaram parar o sangramento excessivo e notificaram a polícia. Pouco tempo depois, a mulher ferida foi levada para o hospital local e sobreviveu.

# 5. Mãe e filha.

A cor dos olhos é herdada geneticamente. Esta mãe e sua filha são um exemplo perfeito disso. Sua semelhança é bastante clara. Elas compartilham os mesmos lindos olhos. Um olho é castanho escuro e o outro é azul. O termo científico para isso é heterocromia. A diferença na coloração é causada pela falta de melanina em um dos olhos.

# 6. Fazendo uma pausa no Burning Man.

Esta mulher retratada é um dos milhares de participantes no Festival Burning Man. O deserto de Black Rock, em Nevada, EUA, é o lar deste evento único. Durante a última semana de agosto, pessoas criativas de todo o país vêm para o deserto para expressar-se através de várias formas de arte.

# 7. Uma menina palestina com um AK-47 na Cidade de Gaza.

O conflito Israel-Palestina vem ocorrendo por um par de décadas. Dois grupos de pessoas compartilham a mesma terra, mas têm diferentes crenças. Isto é o que uma infância típica parece para a maioria das crianças palestinas. Elas são forçados a crescer rapidamente em um ambiente pobre e violento.

# 8. Menina malgaxe caminha entre as árvores Baobá.

Na ilha de Madagascar, na cidade Morondavan, encontra-se uma verdadeira floresta sagrada e bela. Esta floresta é o lar das árvores Baobá, únicas. É um lugar muito especial para o povo malgaxe. Uma árvore Baobá é referida como a “árvore da vida”. Ela fornece abrigo, comida e água para os animais e seres humanos.

# 9. Bebê albino de 3 semanas de idade.

Basunga é um bebê de 3 semanas de idade nascido com albinismo. Ele é retratado dormindo ao lado de seu primo. Basunga vai crescer em Kinshasa, Congo, e provavelmente vai enfrentar algumas dificuldades quando crescer simplesmente por causa de sua cor de pele.

# 10. Esta menina sobreviveu a 12 dias em uma floresta siberiana.

Karina Chikitova, de apenas 3 anos, seguiu o pai para a floresta. A pobre menina acabou se perdendo. Sua mãe demorou 4 dias para notar a sua falta. Felizmente, um filhote de cachorro estava com Chikitova o tempo todo. O cão a mantinha quente durante a noite e a protegia do perigo. Após 12 dias no deserto da Sibéria, a menina foi encontrada. Ela sobreviveu bebendo água do rio e comendo frutos silvestres.

Responder