5 coisas pessoais que você pode descobrir apenas olhando para alguém

0
193

Eles dizem que você nunca deve julgar um livro pela capa, mas como já discutimos antes, certos fatores da personalidade e detalhes íntimos são “totalmente revelados” pela nossa aparência. Tudo o que você precisa saber é como interpretá-los. Estamos apenas lidando com probabilidades. Ainda assim, é estranho saber que …

# 5. Seus sapatos podem revelar seu tipo de personalidade

[Cracked]

Não importa qual lógica você pensa estar seguindo, mas saiba que esta sempre se manifesta com influência do seu tipo de personalidade. Nós não estamos falando sobre estereótipos comuns. De acordo com a ciência, o sapato de um estranho provavelmente revela detalhes sobre como ele lida com outras pessoas, podendo-se deduzir uma tonelada de informações extremamente pessoais. Alguns exemplos, trazido a você pela ciência:

  • Pessoas ansiosas e inseguras preferem calçados novos e bem conservados para amenizar o nervosismo.
  • Pessoas que usam sapatos práticos tendem a ser relativamente agradáveis.
  • Pessoas calmas e singelas parecem optar por sapatos desconfortáveis, uma contradição.
  • Pessoas agressivas tendem a usar botas até o tornozelo, o que parece não ter lógica inerente a todos.

# 4. Se estão comendo doces, são provavelmente mais agradáveis (*-*)

[cracked]

Imagine uma pessoa agradável, geralmente descrita como “doce”! Certamente algumas características psicológicas como ser divertida, honesta, maleável e prestativa permearão sua mente. “Doce”- essa é uma palavra que soa engraçada neste contexto, se chegarmos a pensar nisso. Como começou esta associação entre o “doce” e o “bom” ou “agradável”? Simples: o comportamento diário das pessoas, aparentemente.

Cinco estudos diferentes apontam que pessoas divertidas têm uma preferência natural por doces, significando que elas também mais provavelmente sejam agradáveis e façam boas ações, apenas por isso. O experimento foi apenas uma confirmação do que já se observava na vida cotidiana, mesmo que isso não faça muito sentido.

# 3. Usar o braço direito para segurar um bebê pode indicar depressão

[cracked]

1 em cada 10 mães sofrem de depressão pós-parto. Com uma daquelas particularidades corporais pequenas e estranhas que quase todos os seres humanos partilham, verifica-se que a grande maioria das pessoas seguram os bebês com o braço esquerdo, independentemente da mão dominante. Isso é tão difundido que quando os cientistas perceberam que nem todo mundo o fazia, começaram a pesquisar. Até que identificaram uma potencial associação à depressão.

Mães deprimidas e estressadas realmente revolvem seus bebês no braço direito muito mais frequentemente do que as outras. A proporção é de 14% para as mães sem essas características, comparada à 32% para as deprimidas. Quanto à razão, os cientistas não poderiam oferecer qualquer palpite.

 

Responder