5 fatos que mostram por que você precisa ficar longe do cigarro

0
139

1 – De acordo com o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), o tabagismo é considerado uma doença epidêmica, podendo causar dependência física, psicológica e comportamental, comparável ao que acontece com usuários de drogas potencialmente mais fortes, como a cocaína e heroína.

2 – Ainda segundo o INCA, o cigarro possui mais de 4720 substâncias que podem ser nocivas à saúde do ser humano. Entre elas, podem ser encontradas até mesmo componentes radioativos. Todas essas substâncias perigosas podem ser responsáveis por mais de 50 tipos diferentes de doenças, incluindo paralisias, câncer, problemas cardiovasculares e podendo causar morte.

3 – De acordo com uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS), citada no site oficial da Prefeitura do Rio de Janeiro, 90% dos fumantes experimentaram o cigarro e tornaram-se dependentes da droga antes dos 19 anos de idade. Por conta disso, o tabagismo passou a ser considerado uma doença pediátrica pela OMS

4 – Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e a OMS, pessoas que passam muito tempo expostas à fumaça de cigarro exalada por outras pessoas também correm riscos de desenvolver problemas de saúde. Em gestantes, por exemplo, o contato prolongado com a fumaça do cigarro pode fazer com que a criança nasça de forma prematura, ou com peso abaixo do esperado. Em crianças, o contato pode ocasionar problemas relacionados à respiração, como bronquite, pneumonia e asma. Já nos adultos, o contato ‘indireto’ com a fumaça do cigarro pode inclusive causar câncer, dependendo da frequência desse contato.

5 – Ainda de acordo com a ANVISA, os trabalhadores que atuam em ambientes como bares ou restaurantes com área para fumantes e, por conta disso, são expostos frequentemente a fumaça do tabaco, possuem maior risco de desenvolver doenças cardíacas e câncer no pulmão. Esse risco pode chegar a ser até 30% maior nesses casos, em comparação com pessoas que não são expostas à fumaça.

Referências:

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/acoes_programas/site/home/nobrasil/programa-nacional-controle-tabagismo/tabagismo
http://www.rio.rj.gov.br/web/sms/exibeconteudo?id=5640695

Responder