A Terra é na verdade dois planetas, estudo revela

0
157

A hipótese do impacto gigante – a crença popular de que “um embrião planetário” chamado Theia colidiu com a Terra há 4,5 bilhões de anos atrás, levando à formação da lua de nosso planeta – já é um pouco antiga.

Mas uma equipe de pesquisa financiada pela NASA adicionou uma nova reviravolta surpreendente para a ideia; a Terra não foi apenas atingida de raspão por Theia, como muitos especulam, mas sofreu um golpe direto e realmente absorveu uma grande parte do planeta errante.

Em outras palavras, nosso planeta atual é composto de dois planetas antigos fundidos – a antiga Terra e Theia – sugere o estudo.

“Theia foi bem misturada tanto à Terra quanto à Lua, e uniformemente dispersa entre os corpos”, o autor Edward Young, professor da Universidade da Califórnia, em Los Angeles (UCLA), disse em um comunicado.

Para seu estudo, a equipe da UCLA comparou as assinaturas químicas de rochas lunares com rochas vulcânicas do Havaí e do Arizona, nos EUA.

Se a Terra sofreu um golpe de raspão, como a hipótese do grande impacto sugere, a Lua seria composta principalmente por Theia, e a Terra e a Lua teriam estruturas químicas diferentes, a UCLA disse em sua declaração.

Mas isso não foi o que os pesquisadores descobriram.

“Nós não vimos nenhuma diferença entre os isótopos de oxigênio da Terra e da Lua, eles são indistinguíveis”, disse Young.

Isso sugere que os dois corpos colidiram de frente, com Theia se tornando grande parte da Terra e da Lua, disseram os pesquisadores.

E assim, a mãe Terra tornou-se mães Terra. [HuffingtonPost]

Responder