Bigode-robô mapeia ambiente ao seu redor captando o fluxo de ar

0
118

Um robô criado pela Universidade de Illinois é capaz de criar uma imagem em 2D do ambiente ao seu redor apenas analisando as correntes de ar que passam por ele. Apelidado de ‘bigode-robótico‘, a máquina simula o que acontece com alguns mamíferos, como as focas.

“Quando está escuro, os bigodes têm um papel muito importante para esses animais na exploração e na caça”, disse Cagdas Tuna, coautor do documento que descreve o robô, publicado na ‘Bioinspiration and Biomimetics‘. “Por exemplo, as focas podem capturar peixes no escuro apenas seguindo as ondas hidrodinâmicas captadas pelos bigodes”, explicou.

Pesquisadores já desenvolveram bigodes robóticos capazes de copiar a habilidade de ratos de perceber o ambiente por meio do toque – o que se mostrou capaz de identificar objetos 3D e determinar sua textura. Entretanto, o novo estudo decidiu investigar a possibilidade de programar bigodes capazes de criar uma imagem do ambiente de uma maneira similar à das focas.

Como o ar é tecnicamente fluido, ele age de maneira semelhante à água. Então, em vez de testar a nova criação na água, os cientistas decidiram utilizar um simples secador de cabelo para criar uma “corrente fluída” contra os bigodes. Usando uma variedade de medidores de tensão na base dos ‘bigodes’, que foram feitos de fios denitinol cobertos com canudos de plástico, eles foram capazes de construir um mapa tomográfico medindo o fluxo de ar sobre eles. Esta é uma forma semelhante à construção de imagens 2D do corpo humano feitas com ressonância magnética.

Acredita-se que esse tipo de invenção possa ser adaptada e aprimorada para utilizações médicas. Agora, é de se esperar novos estudos com essa nova tecnologia. [IFLScience]

Responder