Cientistas desligam o processo de envelhecimento de minhocas

0
163

Já imaginou a possibilidade de você ter seus filhos, ficar mais experiente e ao invés de seguir o curso natural da vida e se aposentar, você continuar trabalhando tanto ou mais do que quando estava no auge da juventude? Pois é exatamente nisso que os cientistas americanos estão trabalhando – eles querem alcançar uma fórmula que possa esticar nossa vida útil e retardar o envelhecimento.

Pesquisadores da Northwestern University, nos Estados Unidos, estão se aproximando de achar o interruptor genético que pare nosso envelhecimento e permita que continuamos produzindo tanto quanto os jovens, por exemplo. Por enquanto, esse teste foi feito apenas com minhocas, mas eles já estão otimistas com a possibilidade de achar o ponto exato em que isso possa funcionar para os seres humanos.

Os cientistas explicam que a nossa vida é feita de um ciclo, onde evoluímos até o ponto que reproduzimos e geramos uma nova vida – a partir desse ponto, nosso corpo começa a regredir, principalmente depois que passamos da fase fértil da vida. Ou seja, estamos seguindo a lógica de sair e dar espaço para uma nova “geração”.

O experimento foi feito com minhocas que haviam recém reproduzido e eles “desativaram” essa chave e as deixaram expostas ao estresse. Em um processo natural, sob estresse, a minhoca começaria sofrer com o processo de envelhecimento, já que suas células não manteriam a resistência e perderiam proteína, caminho que não foi feito após a chave ter sido desligada.

Esse experimento, por enquanto, ainda é um pequeno passo perto do que ainda pode ser alcançado. Em um último passo, ainda utópico, eles podem conseguir beirar a imortalidade com esse controle genético. No entanto, ainda com os pés no chão, o passo seguinte é conseguir encontrar uma forma de barrar o envelhecimento humano nos próximos anos usando o mesmo método. [Science Alert]

Responder