Dinossauro semelhante a um morcego rondava a China

0
148

 

De acordo com uma publicação recente do portal americano ‘LiveScience’, um pequeno dinossauro que possivelmente viveu na China pode ter possuído um par de asas semelhantes com as de um morcego. A suposição foi feita por paleontologistas que analisaram os ossos do animal.

Diferente de qualquer dinossauro antes conhecido, esse em questão pode ter sido um “experimento falho” na tentativa de voar dos pássaros. Ao contrário de seus parentes próximos – aves e dinossauros semelhantes a pássaros -, o novo espécime tinha ossos longos de forma cilíndrica ao longo de seus pulsos, ligados por um tecido mole e carnudo.

A criatura é o primeiro dinossauro descoberto com asas membranosas, diz Xing Xu, paleontólogo da Universidade de Linyi, na China, e coautor do estudo publicado no dia 29 de abril na revista Nature. “Esta é a descoberta mais inesperada que eu já fiz, apesar de eu ter encontrado alguns dinossauros realmente bizarros na minha carreira”, disse Xu ao “LiveScience”.

No entanto, devido à forma estranha do dinossauro, os resultados podem ser susceptíveis ao controverso, dizem alguns cientistas. O fóssil vem do período Jurássico Médio-Superior (cerca de 160 milhões de anos atrás), e foi encontrado por um agricultor na formação Tioajinshan da província de Hebei, na China. A autenticidade do espécime foi confirmada por múltiplas linhas de evidências, escreveram os pesquisadores.

Xu e seus colegas nomearam a nova espécie Yi Qi, que significa “asa estranha” em chinês. Yi Qi pertence a um grupo de dinossauros chamado terópodes, que eram em sua maior parte carnívoros. Os pesquisadores estimam que a criatura pesava menos de uma libra (380 gramas).

A equipe de Xu notou que os ossos de forma cilíndrica extraordinariamente longos se estendem de cada um dos pulsos e são conectados por pedaços de tecido mole e membranoso, nenhum dos quais foram vistos em qualquer outro dinossauro. Na verdade, estes ossos foram encontrados apenas em criaturas voadoras ou rastejantes de quatro patas, como esquilos voadores e morcegos. O espécime também tinha penas, mas não o tipo utilizado para o voo, disseram os pesquisadores. Yi Qi provavelmente não foi um grande voador, e muito provavelmente movia-se no ar por uma combinação de bater e deslizar, disse Xu. “Esta foi uma experiência fracassada de voo ao longo da linhagem das aves, mas não sabemos o motivo dele ter falhado”, disse.

Alguns cientistas elogiaram a descoberta, enquanto outros foram céticos, apresenta a publicação. “Esta é uma descoberta surpreendente, e eu acho que é um dos dinossauros mais inesperados e estranho que foi encontrado ao longo dos últimos anos”, disse Stephen Brusatte, paleontólogo da Universidade de Edimburgo, na Escócia, que não estava envolvido no estudo, ao ‘LiveScience’. “Eu não estou dizendo que esse fóssil foi violado, mas por ser muito estranho, ele vai ser bastante controverso e difícil de engolir”, disse Luis Chiappe, paleontólogo e diretor do Instituto de Dinossauros do Museu de História Natural de Los Angeles, que também estava envolvido no estudo, proporcionando uma controvérsia. [LiveScience]

Responder