Essas 7 construções incríveis foram feitas em segredo

0
239

Humanos constroem coisas incríveis. É bem provável que você tenha passado, ainda hoje, por alguma construção que no passado seria considerada “bruxaria”. Mas nós nunca paramos para admirar essas criações que as pessoas colocam em prática bem de baixo de nossos narizes.

Mas por que alguém construiria alguma coisa e manteria sua invenção em segredo? Bem, esse é o caso das construções que você vai conhecer logo abaixo.

7 – Catacumbas de Dr. Dyar

Em setembro de 1924, um caminhão estava dirigindo por Washington, nos EUA, quando seus pneus atolaram no chão. Observando mais de perto, a equipe que tentava “salvar” o veículo acabou descobrindo a entrada para uma série de túneis com mais de um metro de altura e paredes cuidadosamente alinhadas com tijolos brancos esmaltados – um material de construção caro para a época. Durante dias, os jornais locais especularam sobre a autoria do local, com algumas pessoas acreditando se tratar de espiões da Primeira Guerra Mundial, ou obra de cientistas malucos.

No entanto, o autor dos túneis foi Dr. Harrison G. Dyar, entomologista e especialista em mosquitos do Instituto Smithsonian, que admitiu ter construído os túneis sozinho. Mas as pessoas só passaram a acreditar na história de Dyar quando se deram conta de que, realmente os túneis começavam a partir do quintal de sua antiga residência.

As catacumbas foram intensamente exploradas pelas autoridades, que buscavam por algum tipo de atividade ilícita realizada lá dentro. No entanto, nada foi encontrado.

“Eu fiz isso para me exercitar. Cavar túneis depois do trabalho é o meu hobby. Não há nada realmente misterioso nisso”, disse Dyar.

Bem, talvez estejamos lidando com a pessoa mais entediada do mundo.

6 – A Espiral Secreta do Prédio da Chrysler

Na Nova Iorque do século 20, tamanho realmente importava. As empresas rotineiramente construíam prédios gigantes apenas por valor promocional, e para ampliar o nome da marca.

Em 1929, duas grandes corporações começaram a competir para ver quem conseguia construir a maior construção em Manhattan. De um lado, estava a Chrysler Building, da indústria automotiva, e do outro, o prédio onde hoje fica a 40 Wall Street, patrocinado pelo Bank of Manhattan Trust.

O arquiteto da Chrysler, William Van Alen, levou um bom tempo até aparecer com o design final de um prédio com 245 metros de altura. Entretanto, um mês antes de anunciar o prédio, ele ficou sabendo que H. Craig Severance, seu antigo parceiro, havia sido designado para construir um “prédio maior que o da Chrysler”, na 40 Wall Street.

Ambas as partes começaram a desenhar e redesenhar seus edifícios em uma competição acirrada, até que ambos os prédios chegaram à altura de 256 metros. Foi quando Severance tomou a decisão de espremer mais três andares (de 26 metros) no seu prédio, transformando o 40 Wall Street no prédio mais alto de Manhattan.

Entretanto, Van Alen tinha uma carta na manga: uma torre em forma de espiral, secretamente construída no topo do prédio, medindo 56 metros. Dessa forma, o prédio da Chrysler acabou ultrapassando o 40 Wall Street como o prédio mais alto do mundo, e a Torre Eiffel, como estrutura mais alta.

5 – O primeiro metrô de Nova Iorque

Em 1860, as ruas de Nova Iorque eram um lugar terrível. O crime e o excesso de pessoas faziam com que fosse evidente a necessidade de uma nova forma de transporte público.

Alfred Ely Beach, da Scientific American, foi uma das primeiras pessoas que se deu conta de que a solução poderia estar no subsolo. Ainda que isso pareça uma solução óbvia atualmente, ela parecia extremamente bizarra na época.

Mas ainda mais esquisita era a ideia de Beach: um sistema de transporte pneumático. Em poucas palavras, tratava-se de um sistema de transporte onde redes de tubos pelos quais cápsulas são literalmente empurradas por ar comprimido ou vácuo.

No projeto de Beach, foi idealizado um túnel de 95 metros, com 2 metros de diâmetro. O “tubo” que carregaria os passageiros seria empurrado por um ventilador de 48 toneladas, suportando até 22 passageiros por vez.

Beach não conseguiu autorização para construir o transporte público, mas recebeu “OK” das autoridades para construir um sistema de transporte pneumático para fins postais. E, desta forma, usou essa autorização para construir de forma secreta, durante 58 dias, a sua invenção. Beach chegou a gastar 350 mil dólares de sua própria conta bancária para financiar o projeto, esperando que um dia fosse receber o investimento de volta.

No entanto, o projeto acabou indo por água abaixo, sem ser aprovado, e nunca chegou a funcionar.

Responder