Esses preservativos podem revolucionar a forma de detectar DST’s

0
172

Todos sabemos (ou deveríamos saber) que é indispensável o uso de preservativos durante o sexo casual e, de preferência, também entre casais fixos – para evitar a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis (DST’s) e uma gravidez indesejada. Agora, no entanto, a utilização da famosa ‘camisinha’ pode se tornar mais eficiente, depois que três adolescentes inventaram um preservativo que muda de cor na presença de certas bactérias. A invenção foi batizada de S.T EYE.

Em uma entrevista ao Daily Mail, portal inglês, os garotos disseram que o preservativo passa a ser verde na presença de clamídia, amarelo quando detecta herpes, roxo no caso de vírus do papiloma humano e azul para sífilis. “Nós queríamos fazer algo que detectasse doenças sexualmente transmissíveis de maneira mais eficiente, para que as pessoas pudessem tomar ações imediatas em casos necessários”, disse o garoto Ali, de 14 anos de idade. Os inventores receberam o prêmio máximo de saúde no TeenTech Awards, recebendo 1500 dólares – aproximadamente R$ 4650 e uma visita ao Buckingham Palace. No entanto, um porta-voz do TeenTech disse ao Daily Dot que o S.T EYE é uma grande invenção, mas é ainda apenas um conceito, e não um design concluído. [Distractify]

Responder