Os mórbidos assassinatos de Joshua Jenkins

0
166

Joshua Jenkins nasceu em 1980, e foi adotado por George e Aileen Jenkins, que viviam em Las Vegas. O garoto teve a infância dos sonhos de qualquer garoto, ganhando praticamente tudo o que precisava e queria. Mas de forma súbita, sua personalidade acabou alterando quando ele atingiu a adolescência.

Trocas de humor na puberdade não costumam apresentar grande perigo, e são até normais. No entanto, no caso de Joshua, o garoto que costumava ser amável acabou se tornando extremamente agressivo e violento. Em algumas ocasiões, a família do rapaz chegou a ligar para a emergência por conta dos atos do filho. Uma vez, por exemplo, Joshua tentou assassinar seu pai com uma besta de mão e um rifle – ambos confiscados pelo pai depois do incidente.

Mas tudo piorou quando os pais de Joshua transferiram o garoto para a escola Vista del Mar, na Califórnia. Pouco depois de saber da transferência, o garoto acompanhou os pais em uma visita aos avós em um condomínio localizado em São Diego. No dia 2 de fevereiro de 1996, em algum momento durante a noite, o garoto pegou uma faca na cozinha e esfaqueou seus pais até a morte. Depois disso, caminhou até seus avós e fez o mesmo.

Ao ver sua irmã Megan, de 10 anos, acordar na manhã seguinte, o garoto pediu para que ela comprasse um machado no mercado próximo, junto com ele. Ao voltarem para o condomínio, Joshua atacou o pescoço da irmã com o machado, causando seu quinto assassinato.

Depois de todo o banho de sangue, o garoto fugiu com a Mercedes cinza da sua família, e foi preso somente quando parou em um mercado AM/PM, na estrada da Califórnia, onde perguntou que caminho tomar para chegar a Las Vegas. O balconista do mercado reconheceu Joshua da capa de jornal daquele dia, e chamou a polícia.

Joshua tentou alegar que cometeu os crimes em um surto de insanidade, mas posteriormente acabou assumindo a autoria dos crimes, sendo condenado a 112 anos de prisão, já que a pena de morte não poderia ser atribuída a ele, já que ainda não havia completado a maioridade penal. [LATimes]

Responder