Robôs assassinos preocupam cientistas

0
394

Um grande debate tem movido o imaginário de muitos cientistas: qual será o motivo da próxima grande guerra mundial? Alguns acreditam que possa ser a água potável, outros apontam o petróleo ou até mesmo a nossa selva amazônica, mas um grupo de cientistas com grande experiência em tecnologia aponta para uma guerra mundial liderada por robôs assassinos.

Grandes mentes da tecnologia mundial como Stephen Hawking e Steve Wozniak estão em Buenos Aires participando da International Joint Conference on Artificial Intelligence e aproveitaram o evento de tecnologia para alertar o mundo sobre o risco de uma guerra mundial feita por robôs com vida própria.

O principal medo dos cientistas é que se inicie uma corrida armamentista usando o que eles chamam de inteligência artificial (AI). A carta que teve assinatura de cerca de mil chefes da tecnologia usa o personagem de Arnold Schwarzenegger, Exterminador, para mostrar onde a humanidade está chegando nos próximos anos.

O que parece uma realidade ainda longínqua, na verdade está muito próxima. Em 2006, na Coréia do Sul, foi desenvolvido um robô capaz de fazer uso de metralhadoras. Apesar de ter sido apenas em testes, mostra o quanto à tecnologia está desenvolvido e está próxima de um futuro nada animador.

De olho nessa realidade, algumas medidas já vem sendo tomadas por alguns governos, como nos Estados Unidos, em que foi assinado um termo que proíbe o uso de armas automáticas por dez anos.

O grande medo dos ativistas é que essas armas caiam em mãos erradas, como em caso de terroristas ou em ditaduras extremistas. Por isso, eles defendem o fim, ainda no começo, do desenvolvimento desses robôs assassinos, como eles os chamam. [Phys.org]

Responder