Scan revela múmia de 1.000 anos dentro de estátua budista

0
497

O que parece uma estátua de Buda tradicional que remonta ao século 11 ou 12 é algo mais interessante e perturbador.

Restos mumificados de um monge foram encontrados envoltos em uma estátua de Buda que remonta ao século 11 ou 12.

Erik Bruijn, especialista em Budismo, conduziu o estudo e determinou que a múmia era do mestre budista Liuquan, que pertencia à  escola de meditação chinesa.

Uma tomografia computadorizada e endoscopia foram realizadas pelo Drents Museum no Centro Médico Meandro, na Holanda.

O que cientistas descobriram nessa estátua de Buda é assustador

Os pesquisadores também descobriram que os órgãos do monge haviam sido removidos do seu corpo antes da mumificação. Além disso, rolos de papel cobertos de escrita chinesa foram descobertos ao lado do monge.

Após a verificação, a múmia foi levada para Budapeste, onde vai estar em exposição no Museu de História Natural Húngaro até maio desse ano.

Muitos budistas praticantes acreditam que múmias como o do mestre budista Liuquan não estão realmente mortas, mas estão em avançado estado de meditação. [BoredPanda]

Responder