Veja esse líquido ferver e congelar ao mesmo tempo

0
240

Congelamento e ebulição são coisas distintas, certo? Afinal, eles essencialmente ocorrem em temperaturas bem diferentes. Não é sempre o caso, como esse experimento incrível mostra. Na verdade, em condições de baixa pressão de ar, ambos os fenômenos físicos podem acontecer ao mesmo tempo.

As substâncias só podem ser líquidas na presença de um gás para aplicar uma pressão de vapor. Se não houver pressão, ou pouca, uma substância vai direto do estado sólido ao gasoso quando se aquece. Se você fizer isso em um espaço fechado, o gás produzido irá se acumular, criando pressão conforme ele faz isso, até a fase líquida ser possível. Se não for fechado, o gás irá escapar e o processo pode continuar indefinidamente.

O exemplo mais conhecido é o dióxido de carbono sólido, também conhecido como gelo seco. Dióxido de carbono líquido precisa de pressão muito mais elevada do que a maioria das outras substâncias comuns.

Sob pressão atmosférica seria um gás acima de -78.5C e sólido abaixo dessa temperatura. Pegue um pouco de dióxido de carbono sólido em uma sala e o veja indo direto para o gasoso (mas cuidado, o frio extremo vai “queimar” se você tocá-lo).

 O vídeo acima é o que acontece se um líquido é colocado em condições em que a temperatura está exatamente no ponto em que se congela e a pressão do gás é removida. Sem a pressão, ele não pode ficar líquido, mas está no limite entre a ebulição e o congelamento, por isso faz um pouco de ambos. Ir de líquido para o gasoso absorve a energia, enquanto do líquido para o solido libera. Isso pode manter o processo em equilíbrio – se muito material ferve, a temperatura vai cair, alterando o equilíbrio em favor do congelamento. [IFLScience]

Responder