Veja o alumínio levitar, brilhar e derreter ao mesmo tempo

0
150

Pode parecer feitiçaria, mas há uma boa explicação científica para tudo isso. Primeiramente, uma bobina caseira foi trabalhada em um solenóide, e atua como um aquecedor de indução. Isso significa que tem uma corrente elétrica que flui através dela, e isto cria um campo magnético alternado no interior do cilindro.

Alumínio, obviamente, não é magnético, mas quando cai no interior do cilindro, o campo magnético alternado induz um tipo especial de corrente elétrica conhecido como correntes de Foucault dentro do alumínio, e isto faz com que o metal se comporte como um diamagneto. Estas correntes de Foucault criam os seus próprios pequenos campos, os quais se opõem ao campo magnético produzido pela bobina de cobre, e, por conseguinte, fazem com que o alumínio levite.

E, se você deixar o alumínio na bobina tempo suficiente, estas correntes de Foucault também dão origem a algo conhecido como efeito Joule, que, com potência suficiente, pode derreter uma barra sólida de metal, como você pode ver acima.

O alumínio pode geralmente ser levitado com uma entrada elétrica de cerca de 1,6 a 2,5 kilowatts. Mas é possível fazer uma bobina de 10 kilowatts que pode levitar cobre fundido e aço.

Responder